11 de maio de 2021

Plástico que inativa o Coronavírus é criado por empresa brasileira

Um novo plástico filme desenvolvido por uma empresa brasileira pode inativar o Coronavírus (SARS-CoV-2) ao contato. Criado pela Nanox, apoiada financeiramente pelo Programa FAPESP Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas e comercializado pela Alpfilm, o...

Um novo plástico filme desenvolvido por uma empresa brasileira pode inativar o Coronavírus (SARS-CoV-2) ao contato. Criado pela Nanox, apoiada financeiramente pelo Programa FAPESP Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas e comercializado pela Alpfilm, o material apresenta características comuns de plástico, mas sua composição conta com micropartículas de prata e sílica, capazes de minimizar o risco de contaminação por embalagens plásticas.

A contaminação pelo novo Coronavírus através do contato com superfícies é uma das principais formas de disseminação da doença. Inofensivas idas ao mercado, farmácia e outros estabelecimentos pode contaminar roupas, mãos e partes do corpo, que posteriormente podem ir ao rosto e concretizar mais um infectado. Por isso, a indústria se voltou para o desenvolvimento de novos materiais que contornam esse problema.

Leia mais…

Cresta WhatsApp Chat
Send via WhatsApp
11993455895